Sobre as Aparências

- O quê? Ela tá namorando com ele? Mas ele é super esquisito!
- Ele nem fala!
- Ela só pode estar louca. É até bonitinha, né? Consegue coisa muito melhor. Muuuito melhor.
- Ele é feio demais, olha o tanto de espinha! E aquele cabelo na cara? Ele é muito estranho, só senta no fundão.
- Ela também, né.
- Ah, mas ela nunca foi normal. Mas credo, chegar a esse nível... Deus me livre conversar com aquele menino. Ele é muito feio, deve ser um idiota.

Dispensando os comentários alheios, o casal ficou junto. Um ano e cinco meses depois, se encontram juntos, felizes. Ele faz cursinho longe daquele lugar, agora já não tem mais espinhas, o cabelo tão desarrumado, mas o ar esquisitão persiste. Ela faz faculdade e não se cansa de dizer como está feliz. Às vezes os dois encontram com aqueles mesmos conhecidos, que ainda os estranham, e nunca se quer tiveram coragem de conversar e ver como aquele garoto era irônicamente inteligente. E nem como olhos verdes e declarações poderiam se esconder detrás de uma pessoa tão... tão... "idiota". E as meninas? Continuam na mesma vida de sempre.
  1. Primeiro comentário!!!
    se bem que eu nem sei se tu vai ficar com esse blog mesmo, mas ta ai

    ResponderExcluir


25 anos. Mora no Rio de Janeiro, é carioca de alma, mas cearense de coração. É designer e está tentando se encontrar nesse mundo. Sou casada com meu melhor amigo, o Marcelo Bernardo, e mãe da Dindi the Boston.

Gosto de ler, de dormir de rede, de inspirações repentinas e de petit gateau. Mas o mundo seria muito melhor sem aliche gente que fura fila. Ah, e de vez em quando eu desenho.

Autora


Welcome

Tecnologia do Blogger.

Procura algo?

Arquivo do blog






Esse blog está vestido com as roupas e as armas de Jorge, porque ninguém há de copiar esses textos e ilustrações sem dar o devido crédito.