Surto e Casas de Cultura

Acabei de descobrir que esse domingo (esse domingo, depois de amanhã) tenho minha prova da Casa de Cultura, que é o curso de línguas que a UFC tem. Eu e meu namorado nos inscrevemos, pensando como ia ser fofo estudarmos na mesma sala de novo, pensando em passar algumas tardes estudando e lembrando algumas matérias... Aí ele chega hoje e me diz isso. Hoje. Depois de amanhã. Hoje.

Tudo bem, tudo bem, a prova é normal e a concorrência está bem baixa. Mas, outro dia, descobri que tudo que eu aprendi em todos aqueles anos de ensino médio... desapareceram. Morri de rir quando descobri que o eixo das abcissas corresponde ao seno (ou o cosseno, que seja), e que nós tinhamos um professor para eletricidade. Além disso, tentei lembrar por horas a fio o nome da professora de história que nos ensinou por uns 3 anos e que, ainda por cima, morava no meu prédio, mas foi impossível. Todo o meu conhecimento agora se resume a moda, harry potter, the sims e decoração (exagero). Como raios vou fazer uma prova sobre a história do Ceará? Sobre a geografia do Ceará? Sobre gramática?

Pergunta 1 - Quem descobriu o Ceará?
Resposta - Alvo Dumbledore é que não foi.

Pergunta 2 - Que recursos minerais a cidade de Quixeramobim apresenta?
Resposta - Eu saberia, se soubesse onde Quixeramobim fica. Mas a estação aposta em cores sóbrias.

Pergunta 3 - Qual é o sujeito da frase "Relampiou a noite inteira?"
Resposta - Relan*

O que me salva, claro, é a redação e a interpretação de texto. E a perspectiva feliz de voltar a estudar com o meu amor. De qualquer forma, custava a UFC avisar com tipo, uma semana de antecedência? Custava? Acho que não.

*Crédito da piada engraçadíssima: Felipe Bernardo, meu amado cunhado. Mas bem que poderia ter sido a minha mãe, ela é ótima em contar piadas. Qualquer dia posto aqui a tão famosa piada da negrinha, que ela nunca consegue acabar de contar de tanto rir. E é porque nem graça tem.

0 comentários:

Postar um comentário


25 anos. Mora no Rio de Janeiro, é carioca de alma, mas cearense de coração. É designer e está tentando se encontrar nesse mundo. Sou casada com meu melhor amigo, o Marcelo Bernardo, e mãe da Dindi the Boston.

Gosto de ler, de dormir de rede, de inspirações repentinas e de petit gateau. Mas o mundo seria muito melhor sem aliche gente que fura fila. Ah, e de vez em quando eu desenho.

Autora


Welcome

Tecnologia do Blogger.

Procura algo?

Arquivo do blog






Esse blog está vestido com as roupas e as armas de Jorge, porque ninguém há de copiar esses textos e ilustrações sem dar o devido crédito.