Guaramiranga



Andar de bicicleta na serra de Guaramiranga (quando Fortaleza atingiu o limite humano do calor - o inferno), do lado de um grande amor, a tarde inteira... Poderia, no mundo, haver coisa melhor? Que final de semana bom, meu Deus! Bom demais! :3

- Alguns fatos sobre viagens à serra -
1. Não importa quando amor você dê ao seu cachorro, na primeira oportunidade, ele vai te enganar, fugir e entrar no apartamento de outros hóspedes pedindo ajuda.
2. Não importa o quanto você se importe com o meio ambiente e vá para a serra atrás de turismo ecológico, chega um ponto que tudo se torna ecológico demais. Tudo bem, mosquitos voando na lâmpada, mosquitos voando perto de você, mosquitos lhe picando, e tal. Mas agora, caindo na sua comida? Grudando na sua caixa de lente? Enroscando no seu cabelo? Por favor. Tudo tem limite.
3. Existem trilhas que levam do nada ao lugar algum. E, o pior, tem gente super disposta a fazer isso. (Qual é o problema de vocês?) (Obs: dado observado em viagens anteriores)
4. Você acha que vai passear de bicicleta e vai ser frio, afinal, na serra é frio, então você guarda casacos numa mochila e carrega o trambolho o caminho todo, para no fim das contas, você voltar suado aos pingos.
5. Não importa quão suado e com quanto calor você esteja, o chuveiro é frio demais para humanos. Demais. Ligar o chuveiro no frio é sinônimo de convidar pinguins para passear no seu box. Aconteceu isso comigo, e acontecerá com vocês, então nunca façam isso.
6. Isso não tem exclusivamente a ver com viagens a serra, mas aqui está: a Coleção Vagalume é um clássico maravilhoso, e toda criança e adolescente deveria ter lido enquanto estava na escola. O Escaravelho do Diabo, a Ilha Perdida, Mistério no Cinco Estrelas... Lindo! E todos eles com aquelas bordinhas amarelas de livros velhos!
7. Bom, a Coleção Vagalume realmente não tem nada a ver com a serra, mas se serve de consolo, existem vagalumes de sobra lá (?).
8. Se o chocolate quente é bom quando você está em casa de tarde, do lado de um ventilador, na serra ele se torna ainda melhor. Hm, com chantilly e um pouco de canela... Melhor. O mesmo vale para fondue e salsichão com batatas.








Obs que nada tem a ver com o tema: Sakura passa meio dia no Boomerang! Aqui em Fortaleza, se você tiver a Net, é o canal 57.
Outra obs: Quero enfeitar minha máquina de costura, que agora vive no meu quarto, mas estou em dúvida. Ela é amarronzada e de madeira, estilo anos 60-70, e eu estou com vontade de pintar flores na base (que é de cerejeira), mas acho que estragaria o gênero vintage dela. Só que ficaria muito mais fofa. O que eu faço?

0 comentários:

Postar um comentário


25 anos. Mora no Rio de Janeiro, é carioca de alma, mas cearense de coração. É designer e está tentando se encontrar nesse mundo. Sou casada com meu melhor amigo, o Marcelo Bernardo, e mãe da Dindi the Boston.

Gosto de ler, de dormir de rede, de inspirações repentinas e de petit gateau. Mas o mundo seria muito melhor sem aliche gente que fura fila. Ah, e de vez em quando eu desenho.

Autora


Welcome

Tecnologia do Blogger.

Procura algo?

Arquivo do blog






Esse blog está vestido com as roupas e as armas de Jorge, porque ninguém há de copiar esses textos e ilustrações sem dar o devido crédito.