Surto e Casas de Cultura

Acabei de descobrir que esse domingo (esse domingo, depois de amanhã) tenho minha prova da Casa de Cultura, que é o curso de línguas que a UFC tem. Eu e meu namorado nos inscrevemos, pensando como ia ser fofo estudarmos na mesma sala de novo, pensando em passar algumas tardes estudando e lembrando algumas matérias... Aí ele chega hoje e me diz isso. Hoje. Depois de amanhã. Hoje.

Tudo bem, tudo bem, a prova é normal e a concorrência está bem baixa. Mas, outro dia, descobri que tudo que eu aprendi em todos aqueles anos de ensino médio... desapareceram. Morri de rir quando descobri que o eixo das abcissas corresponde ao seno (ou o cosseno, que seja), e que nós tinhamos um professor para eletricidade. Além disso, tentei lembrar por horas a fio o nome da professora de história que nos ensinou por uns 3 anos e que, ainda por cima, morava no meu prédio, mas foi impossível. Todo o meu conhecimento agora se resume a moda, harry potter, the sims e decoração (exagero). Como raios vou fazer uma prova sobre a história do Ceará? Sobre a geografia do Ceará? Sobre gramática?

Pergunta 1 - Quem descobriu o Ceará?
Resposta - Alvo Dumbledore é que não foi.

Pergunta 2 - Que recursos minerais a cidade de Quixeramobim apresenta?
Resposta - Eu saberia, se soubesse onde Quixeramobim fica. Mas a estação aposta em cores sóbrias.

Pergunta 3 - Qual é o sujeito da frase "Relampiou a noite inteira?"
Resposta - Relan*

O que me salva, claro, é a redação e a interpretação de texto. E a perspectiva feliz de voltar a estudar com o meu amor. De qualquer forma, custava a UFC avisar com tipo, uma semana de antecedência? Custava? Acho que não.

*Crédito da piada engraçadíssima: Felipe Bernardo, meu amado cunhado. Mas bem que poderia ter sido a minha mãe, ela é ótima em contar piadas. Qualquer dia posto aqui a tão famosa piada da negrinha, que ela nunca consegue acabar de contar de tanto rir. E é porque nem graça tem.

Dinheiro

Há indícios fortes dos dois lados. Primeiro, tem a Britney Spears, que apesar de mega-rica, ficou bilé e o resto todos nós sabemos. Depois, tem o estilo de vida Paris Hilton, que, se não fosse rica, também não seria nada e, quem sabe, viveria de uma forma pacata e linear. E tem o que vive acontecendo comigo: um belo dia, ao vestir uma calça jeans já usada, encontrar 50 reais no bolso. Não é que eu vá ser feliz o resto da minha vida agora que encontrei tamanho presente, nem passe horas meditando de onde saiu esse dinheiro... Mas a sensação de satisfação é, sim, maravilhosa. Há um segundo, tinha uns trocados. Agora, posso comprar um sundae, havaianas, um livro, posso levar meu amor ao cinema, ao teatro. Ou então posso guardar, esquecer onde botei, e encontrar mais uma vez e ficar alegre de novo. Se esses pequenos momentos não me fazem feliz... O que é que fará?

Chuva, aniversário e serial killer

E de repente, fazem três (longos) dias que se estabeleceu em Fortaleza um clima de chove-não-molha. O céu branco de nuvem, o sol enorme por detrás delas, e o calor infernal, de sair do banho já molhado de suor. Eu vivo numa estufa. É isso aí.

Hoje, justo hoje, que amanhece chovendo tudo que não choveu nos últimos dias (muito provavelmente, metade das ruas já estão alagadas), e eu poderia dormir até tarde sem acordar com o pijama grudento de suor... Meu pai me acorda. Vida. Justa.

Mas, pensando um pouco mais em alegria e algodão doce, meus pais chegaram de férias e me trouxeram... Presentes adiantados de aniversário!

desenhos por pudding


Livro maravilhoso de moda (por sinal, consegui comprar os dois que eu tinha comentado aqui!), blusa da Zara, dois óculos da feira da praça XV... Ah, que alegria é fazer aniversário!

PS.: Heath Ledger morreu! Só eu imaginei que talvez tenha um serial killer de atores que fizeram sucesso na adolescencia? Semana passada, o Brad Renfro ("A Cura"), também encontrado morto com remédios perto dele. Ontem, o Heath Ledger ("10 Coisas que eu Odeio em Você"). O próximo... Adrian Grenier ("Fica Comigo")? Hmm, quem sabe, quem sabe.

Coisas que me arrependo de não ter feito quando estive na Europa:

Coisas que me arrependo de não ter feito quando estive na Europa:

1. Comprado o pôster da Amelie Poulain em Roma, que estava escrito em italiano e minha mãe cismou que eu precisava comprar um em francês, porque o italiano não teria sentido. Quem disse que na França eu encontrei? Quem disse?
2. Entrado na Igreja/Catedral verde de Florença. Nós ficamos uma hora sentadas na calçada olhando para o tempo, quando podíamos ter entrado. Devia ser lindo. Por que? Por que?
3. Andando na Galerie Lafayete. Entramos, demos uma volta... E fomos embora! E, para variar, sentamos do LADO DE FORA para fazer alguma coisa que certamente poderia ter sido feita do lado de dentro da loja.
4. Comprado algum sapatinho daqueles de rua. Eles eram 5 euros e tão confortáveis... Mas eu trouxe um que custou 3 euros, é verde berrante, e eu tenho certeza que nunca vou usar. Por que? Por que?
5. Comprado 8 pacotes de chocolates, e não só um. Por que? Por que não compramos mais?
6. Comido no Burger King ao invés do McDonalds. É tão melhor. Mas isso não é exatamente um arrependimento.
7. Comprado um pote enorme daquele chocolate em pó maravilhoso que tinha em todo hotel.
8. Ter tirado foto do Dean, o cão viajante, em todos os pontos turísticos. Dean galã nos Alpes e Dean charlando na Torre Eiffel não foram suficientes, definitivamente.
9. Ter comprado algum livro, ou alguma revista em quadrinho, ou qualquer coisa que eu pudesse ler lá, além da Marie Claire que me custou 4 euros e que aqui no Brasil é 67 reais, vide Siciliano.
10. Não ter feito um diário com todos os relatos :~~~~~

Conclusão: Gabriela leva as mãos à cabeça, se ajoelha e grita para o além: "O que há de errado comigo?!"
Para manter o costume de postar inutilidades ao invés de ficar sem postar, resolvi começar uma sessão que visa a minha alegria pessoal. Se vocês gostarem, para mim é lucro - se não, é bem provável que eu continue postando mesmo assim. Ou não, né, vai que eu mudo de idéia...

Com vocês, o precioso da semana:


Lindo, né? Morto de tchotcho-cho. Tudo bem que o Natal já passou, mas eu nunca fui muito ligada com datas mesmo. Sábado que vem... Aguardem, outra preciosidade!

Britney

Se Britney Spears está vendo lagartas fumando narguilé, é bem provável que ela tenha se acometido da idéia de fumar lagartas, na única interpretação que seu cérebro (que acho que nunca foi como deveria) conseguiu arranjar. Sem filhos, sem cabelo, sem marido, sem juízo, acho que a ex princesa do pop deveria se consultar com o Doctor House, pra ver se, pelo menos, além de ganhar um diagnóstico pra esses constante surtos, ainda arrumava um pouco mais de fama, já que pelo visto, ela acha que não tem o bastante.

Mas bom, se eu tivesse sido dispensada pelo Justin Timberlake e visse como minha vida está agora... Fumar lagartas pareceria uma boa saída, eu diria.

Alguns livros

É tão engraçado voltar a postar, mesmo sem ter assunto, e sem ter idéia do que dizer. Acho que nunca tive, mas mesmo assim teve uma longínqua época em que eu postava todo dia... Longínqua. Mesmo. Claro que agora estando ocupada como eu estou (e tenho ocupações importantíssimas, como dormir, jogar the sims e assistir programas de culinária), tempo para atividades mundanas é escasso, claro. E claro que o blog não é uma delas! :D

Vamos então falar sobre uma paixão: livros.
Como eu disse, estando muito ocupada, parte do meu tempo é consumido deitada numa rede lendo. Estou (re)lendo Harry Potter e as Relíquias da Morte, agora em português, e, ah, meu Deus, como esse livro é bom. Se você não gosta de Harry Potter... Você é humano?
Enfim. Mulher genial, essa JK. O que me lembra que eu deveria ter mandado o pacote para registrar o meu livro, que por sinal, se chama O Livro Secreto dos Descendentes - vol I, O Farol da Terra. E é, nomes curtos ajudam na memorização :B

Mas enfim, estava eu na livraria hoje, procurando livros sobre Tatuagens ou sobre o Saci Pererê (é sempre bom ter opções), quando me deparo com dois livros incríveis:


O primeiro, com um título pouco sugestivo, ensina como fazer livros das formas mais variadas e lindas. Eu pensei que fosse ser alguma coisa de incentivo para você, pobre autor, que não tem coragem de publicar seus textos. Que nada. Você começa fazendo livretos em saxofone e acaba tão bom a ponto de fazer um diário lindo com capa enlaçada de couro - e como eu queria tentar! Nunca tinha nem pensado nisso. Aliás, quem tinha pensado em fazer livros antes?

O segundo, um pouco mais caro, traz milhares de ilustrações de modas, muitas de babar. Como estou começando a faculdade agora, fiquei louca para tê-lo... Quando eu conseguir juntar os R$111,70 que ele irá me custar, pode ter certeza que comprarei. A não ser que alguém queira me dar, claro!

25 anos. Mora no Rio de Janeiro, é carioca de alma, mas cearense de coração. É designer e está tentando se encontrar nesse mundo. Sou casada com meu melhor amigo, o Marcelo Bernardo, e mãe da Dindi the Boston.

Gosto de ler, de dormir de rede, de inspirações repentinas e de petit gateau. Mas o mundo seria muito melhor sem aliche gente que fura fila. Ah, e de vez em quando eu desenho.

Autora


Welcome

Tecnologia do Blogger.

Procura algo?

Arquivo do blog






Esse blog está vestido com as roupas e as armas de Jorge, porque ninguém há de copiar esses textos e ilustrações sem dar o devido crédito.