Um desenho, vários anos

Ou um post muito, muito comprido

Na época do colégio, ao invés de ficar prestando atenção na aula e anotando tudo, eu costumava desenhar o tempo todo. Mas paciência não era uma das minhas virtudes, então meus desenhos eram sempre esboços meio mal feitos, eu tinha a maior preguiça do mundo de pintar direito com lápis de cor, não fazia rostos, etc. Mas isso mudou quando eu conheci minha melhor amiga, Monique Rodrigues. A Monique grudou em mim na sexta série e me forçava a fazer os desenhos até o fim, a colocar pés e mãos, a pintar, a tirar a sujeira da borracha enquanto desenhava, etc. Pela sua dedicação a me ajudar, fundamos uma sociedade secretíssima e passamos a assinar alguns trabalhos com esse nome.

Um dia, decidimos fazer A Obra Prima da nossa sociedade de duas, uma ilustração detalhada e realista, colorida, da protagonista de outro dos nossos projetos aos 11 anos. Passei quase um dia (quase UM dia x desenhos de vinte minutos) desenhando, ela passou um tempão cobrindo, e nós pintamos. Nos enchemos de orgulho. Tanto que tiramos várias xerox. E perdemos o original colorido para todo o sempre, naquele mesmo dia. Ei-lo:


Em 2005, encontrei a xerox perdida no meio das minhas coisas. Monique já morava longe. Então, sozinha, me senti capaz de melhorar a então obra prima. Um ano depois, em 2006, encontrei-o novamente, e fiz outra tentativa de desenhar (já que acabava de mudar de traço e tinha decidido começar a desenhar pessoas ao invés de mangás).


Recentemente, arrumando minhas gavetas, achei esses três desenhos juntos, nesse estado de conservação. E lembrei da delícia que é desenhar por desenhar, sem nenhum propósito além do próprio entretenimento. Desde o colégio que isso não acontece, então me dispus a mais uma vez a tentar redesenhar a obra prima. Quase sete anos depois, com uma faculdade nas costas, e muitas mudanças. Monique ainda mora longe, mas a cada assopro que eu dava nos fiapos de borracha, lembrava da sua determinação em me ajudar.

Um pouco do processo criativo: fiz o esboço, e comecei a pesquisar armaduras. Com ajuda de uma amiga que eu acho especialista em armas e armaduras (valeu, Rafa!), me lembrei do CLAMP (grupo no qual nossa sociedade secretíssima claramente foi inspirada), e juntas pesquisamos algumas imagens LINDAS de referência. Principalmente para armas, coisa que eu sou triste fazendo.

Era um desenho tão complicado que eu fiquei com medo de pintar, e com a ajuda da Taylor, fiz o seguinte estudo de cores/materiais:



Dessa forma, quando eu fosse pintar, conseguiria ver melhor onde eu queria colocar couro (lilás), onde eu queria dar a impressão de cetim (azul), etc. Também fiz algumas versões de cores, porque né, pintando na vida real não tem como voltar atrás.


Então fui pintar. Chorei, sofri, foi difícil, mas ao mesmo tempo foi ótimo. Tão bom poder desenhar sem nenhuma obrigação. Tão bom dar 100% de você numa atividade que é 100% para você.

Aqui vai o desenho final. Pintado de aquarela. E dedicado para você, Monique!

Close nela:

  1. Meu deus, Couth, que lindo!!
    Eu admiro muito teu talento para desenho. Comecei a praticar aos poucos, mas não adianta que não se tem o dom. hahaha
    Lindo, lindo.
    Acho que a Monique vai gostar. Eu gostaria. :)
    Beijo! <3

    ResponderExcluir
  2. Se eu gostei? XDDD Eu amei! Nossa, deu até um calafrio ver isso, sabe? Me lembrou tanta coisa!!! Coisas boas, lembranças de um tempo que infelizmente não volta mais, mas que sempre vai unir a gente!

    Obrigada um milhão de vezes pelo desenho e pelo post! Esse ano vai ser diferente, você vai ver! Projetos vão andar, pra variar! hauiuiha

    Um beeeeeijo da sua eterna melhor amiga! GUMP forever!

    ResponderExcluir
  3. Que post mais fofo! Tão bom conseguir manter amizades...
    E ela ficou ainda mais linda!

    ResponderExcluir
  4. Que lindo, Couth! Adorei a história desse desenho e principalmente de você concluí-lo hoje com tanto carinho em homenagem aos velhos tempos com sua amiga. Olhando assim essa guerreira ao longo dos anos dá pra ver o quanto você aperfeiçoou seus traços, porque talento, pelo visto, você sempre teve! <3
    Um super beijo, linda!

    ResponderExcluir
  5. Show amiga, lembro bem dos seus desenhos, de quando eu tentava desenhar um pouquinho mais logo desistia...(não saia nada..rsrsrs), sempre admirei muito seu talento..bj

    ResponderExcluir
  6. Ai amiga, que coisa linda! Sempre quis saber desenhar, quando eu crescer quero ser que nem você. <3

    ResponderExcluir
  7. QUE POST AMOR! Meu Deus!
    Amei, amei, amei! Principalmente o carinho que percebi ao ler que sua melhor amiga foi a que te incentivou a desenhar com menos preguiça, sendo que hoje essa é uma das suas maiores paixões.
    Seu dom para o desenho é lindo, Couth! Sinto uma invejinha branca, porque sempre quis saber desenhar, mas nunca deu certo HAHAHA.

    Beijos <3

    ResponderExcluir
  8. Ai que lindooo! Não só os desenhos, mas essa sua lembrança que deve ter comovido muito também a sua amiga Monique. E você é muito, muito talentosa.
    Continue sempre dando mais cor ao mundo com seus desenhos!
    Beijo!

    ResponderExcluir
  9. Muito legal!! Gostei.

    Eu tbm só fazia (faço) esboços e dificilmente termino... E acabei parando de desenhar lá por 2006/07 então não desenvolvi mais. Também não trabalho com desenho... De vez quando me dá uma vontade repentina de desenhar alguma coisa!! (Sempre andei fazendo remakes de desenhos antigos, acho isso bem divertido...)

    ResponderExcluir
  10. Ai Couth, eu sempre fico sem ter o que dizer nesses seus posts. Você é muito talentosa, não me acostumo com esse fato, simplesmente. E além de tudo organizada e cuidadosa, porque onde no mundo que eu guardaria um desenho por tanto tempo, gente? Não tenho nem meus materiais do período passado da faculdade, o que dirá algo de anos. Te admiro muito mesmo, não só como amiga, mas como profissional.
    Também quero nascer Couth na vida que vem!
    Beijo, amiga <3

    ResponderExcluir
  11. Cara. To. Passada.
    Como.Pode.Tamanha.Perfeição.

    Meu, to seguindo esse blog agora agora. Eu ainda desenhando palitinhos... na faculdade. Não sei nem fazer gráfico direito, ai. meu. Deus.
    Socorro.

    Acho melhor nem te elogiar. Vai que você se sente e nao quer nem dar uma passada no meu humilde blog. Que nem tem desenhos lindos como esse.
    Quando era criança era o que eu mais queria: desenhar assim *-* e esse desenho é lindo, qer dizer, é uma morena com uma espada. Nem loira ela é. É morena. Foge todos os cliches.

    Tchau, antes que eu fique aqui pra sempre.

    ps:seguindo, claro.

    ResponderExcluir
  12. Ficou lindo! Acho muito legal acompanhar a evolução do traço das pessoas, ver o quanto elas melhoraram com o passar do tempo. É uma das coisas que mais gosto de procurar no DeviantArt, aquelas montagens em que eles fazem da evolução a partir dos anos.

    Legal também é ver a amizade de vocês duas. E ver que dura até hoje.

    Parabéns pelo desenho, pelo post e pela demonstração de amizade.

    Bjão!

    ResponderExcluir
  13. Nossa, vendo o seu post fiquei me lembrando das coisas que eu fazia na época da escola; desenhos, músicas, poemas... Deu uma vontade de resgatá-los e poder analisar como eu via as coisas antes, como eu mudei.

    O desenho ficou ótimo, Gabi! E nota-se que desde criança você era super talentosa.

    Beijo

    ResponderExcluir
  14. Acho muito legal ver a evolução do traço das pessoas. Quando eu estava na escola AMAVA desenhar meninas guerreiras, com essas roupinhas sexies, armas gigantes e o corpo que eu queria ter (todo fora de proporção, claro). E eu nem via tanto anime, pra você ver. Deve ser um inconsciente coletivo das meninas de 14/15 anos. Vou fazer isso com algum desenho meu, pra ver como fica. Se bem que acho que meus melhores desenhos são mesmo dessa fase, 16, 17 anos.

    O legal dos seus é que, como você fez design de moda, você sabe exatamente o caimento dos tecidos, exatamente como é cada coisa, aí tudo fica bem mais realista, bem mais divertido. Todos os desenhos ficaram bem legais, mas o último ficou maravilhoso, como sempre. Acho que você deveria desenhar mais e mais guerreiras com armas super legais, hehe.

    Espero que a Monique goste :)

    ResponderExcluir
  15. fantástico gabi! ri muito durante todo o post com a história de vida árdua de vcs e essa personagem, só para no final encher os olhos com o ultimo desenho que vc fez! mt legal!

    ResponderExcluir
  16. fantástico gabi! ri muito durante todo o post com a história de vida árdua de vcs e essa personagem, só para no final encher os olhos com o ultimo desenho que vc fez! mt legal!

    ResponderExcluir
  17. Puxa, e não é que ficou realmente muito bom? AMO desenhos coloridos com aquarela! Sua amiga realmente deve se sentir muito orgulhosa hoje, por ser um pouquinho responsável por sua persistência!

    E então... conseguiu fazer a caixinha? Hehehe! Obrigado pela visita lá no blog!

    :*

    ResponderExcluir
  18. Quem me dera ter este dom :)
    Lindos *-*

    ResponderExcluir
  19. Ai aquarela... *-* Parabéns pela dedicação em refazer o desenho, eu não tenho tanta disciplina assim e ficou ótimo! Se eu desenhasse desde os tempos de colégio, meus croquis não seriam uma lástima como são hoje! D: hahahahah Ei, achei seu blog não lembro onde, mas lembro que não tive tempo de ler nem comentar, mas só de dar uma olhada rápida nos posts achei muito legal e por isso fui logo seguindo! hihi

    Enfim, fato é que por achar seu blog legal resolvi te indicar pra fazer um meme! Eu entendo que nem todo mundo goste de fazer memes e entendo se você não quiser participar ou não ache interessante, mas esse é um meme legal, de incentivo à leitura! :D Saiba mais aqui:

    http://gostodascoisaspoeticas.blogspot.com.br/2013/02/laco-de-incentivo-leitura.html

    Espero que goste e queira fazer. :D

    Beijocas

    ResponderExcluir
  20. Achei linda a história e a capacidade de manter desenhos tão antigos guardados! Não é pra qualquer um não.. ótima história pra contar pra seus futuros filhos, netos.. e com provas reais!

    ResponderExcluir


25 anos. Mora no Rio de Janeiro, é carioca de alma, mas cearense de coração. É designer e está tentando se encontrar nesse mundo. Sou casada com meu melhor amigo, o Marcelo Bernardo, e mãe da Dindi the Boston.

Gosto de ler, de dormir de rede, de inspirações repentinas e de petit gateau. Mas o mundo seria muito melhor sem aliche gente que fura fila. Ah, e de vez em quando eu desenho.

Autora


Welcome

Tecnologia do Blogger.

Procura algo?

Arquivo do blog






Esse blog está vestido com as roupas e as armas de Jorge, porque ninguém há de copiar esses textos e ilustrações sem dar o devido crédito.