O Diabo Veste Cropped

Verdade seja dita: eu sempre achei a moda cropped muito charmosa. Bom, obviamente que há algum tempo, a idéia de voltar a sair por aí de barriga de fora era meio absurda, mas sempre vi um toque até elegante no tal estômago aparecendo, uma coisa meio provocativa pero no mucho, meio pin-up. Aí, como a nossa querida Miranda já nos ensinou, começa a popularizar, e quando a gente menos vê, ela virou um monstro.

Ontem tive o desprazer de ir no shopping e perceber que a moda cropped é o novo cosplay de Beetlejuice. E é uma tendência tão fácil de ser absorvida que, tal nosso amiguinho listrado, já se popularizou e está em todas as vitrines, e o pior, emoldurando o bucho de centenas de colegas por aí. O problema é que, ao contrário da famigerada zebra que no máximo era meio ridícula, o cropped pode passar de um detalhe sensual e interessante a algo que te faça querer sair correndo para as colinas.

Então.
Boa parte da popularização segue a falsa ideia, que eu mesma já divulguei, que as costelas sempre estão magras. Falo por mim e por minhas amigas, e é verdade: embora lá debaixo do umbigo estejam vestígios do último brownie com sorvete, ali em cima (embora mais recheada em épocas fartas) nunca chega a ficar feio. Mas o bom senso mandou lembranças na hora de escolher o look cropped para ir bater perna numa segunda-feira no shopping. E assim, não vou me adentrar num post "Como Usar Top Cropped", porque a blogosfera está cheia deles, hehe, mas vamos lá falar de alguns pecados que me deparei nessa análise antropológica que foi a praça de alimentação ontem.

Primeiro pecado:
Top cropped + mini saia/minishort

Toda a graça do cropped consiste em mostrar apenas um filete de barriga, um vislumbre de pele. E para isso, necessariamente, a pessoa precisa usar algo de cintura alta, e de preferência não muito curto, para não ficar feio. Não vou dizer para não ficar vulgar, porque o corpo é meu e se eu quiser sair do jeito que eu quero tudo bem, contanto que eu esteja bem, e pelo amor de Cristo, você não está bem de top cropped e micro saia. 

Segundo pecado:
O Umbigo

Top cropped não mostra umbigo. Esse é tipo o arroz com feijão do cropped, o cropped for dummies: umbigo deve ser vetado, tirando raras exceções de barriga maravilhosa e obcecada, aka #geracaopugliesi, gente, não. Não. O pior é que sempre que a pessoa mostra o umbigo, ela geralmente se confunde no conceito e acaba colocando um short que era pra ser cintura alta e não é, criando tipo um olho gordinho no meio da barriga. Lembra os anos 2000, quando todo mundo usava calça baixa e umbigo de fora, que Britney era rainha? Pois é, mas não é o caso agora.

Terceiro pecado:
Achar que todo sutiã é um top cropped.

Sim, também vi isso. Socorro. Hahaha. 

Lily Colins musa

Não consigo encontrar de onde veio essa imagem originalmente :(
Mas ela não está maravilhosa?


Agora, voltando ao texto:

E olha, não é uma questão de peso, não é uma questão de corpo, é uma questão de saber como fazer a tendência funcionar a seu favor, e não contra você. Porque eu ainda acredito que essa moda é linda e pode ser usada por todo mundo, mas se usada com BOM SENSO. E fica linda. Em baixinha, alta, gordinha, magérrima, fitness, meninas quadradas, meninas redondas, meninas do bundão. É só pesquisar um pouco até se sentir bem, testar as modelagens que mais funcionam, e… Viver. E se você não gostar, não usa, gente, fim da história. Daqui a alguns meses te garanto que vai aparecer outra moda maravilhosa, e todas essas croppeds ficarão guardadas na memória, do lado das calças do beetlejuice e sneakers de salto (que ainda tenho e uso para ir pra shows, tudo bem? Obrigada).





  1. Obrigada por esse texto, só isso. Te amo!

    ResponderExcluir
  2. Couth diva! Não gosto muito dessa moda porque acho estranho, parece que a pessoa ta usando roupa de criança sei lá... Mas enfim, só verdades nesse texto! Sua maravilhosa!

    beijos ♥

    ResponderExcluir
  3. Amei este texto. Aprendi muito. Até me deu certa coragem para usar, mas não sei, Couth, ainda fico limitada com esse tipo de roupa. Essa coisa de mostrar a barriga não é comigo, nem um cm sequer. haha Aquelas que sabem usar do jeitinho que você falou, realmente ficam bonitas.

    ResponderExcluir
  4. Amiga, eu tenho uma AFLIÇÃO olhando essas roupas, porque me dá a impressão de que a pessoa veio sem umbigo por acidente. Não me acostumo que o corte fica pra cima. #fashionista
    HAHAHAHAHAH
    Te amo! <3

    ResponderExcluir
  5. Couth, você é uma diva maravilhosa!
    Eu acho cropped lindo de charmoso e morro de vontade de usar, mas fico com medo de mostrar demais o bucho (te amo), do umbigo pular pra fora e de ficar com os movimentos limitados. No fim eu tenho só uma blusinha curta, que eu uso com cintura alta mas sempre com uma regatinha por baixo, cheia de neuras. Dia desses vou ver se consigo me libertar e te conto o resultado.
    AMEI essas fotos, vou colar na geladeira e me inspirar pra vida!
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  6. Eu tenho uma aversão a 90% dessas meninas de cropped. Não me entenda mal, acho lindo demais e super de bom gosto se for usado como as duas meninas da foto acima, mas o problema é que raramente ele é.. Aguardo ansiosa o dia em que vou me sentir segura o suficiente pra usar, estando gorda ou magra, mas por enquanto como não consigo, nem tento comprar. A mesma coisa é a calça beetlejuice que eu acho MEDONHA e engorda a maioria das meninas que já são gordinhas e, ultimamente, deixam uma grande multidão parecendo escola já que todas as mulheres adotaram o "uniforme".

    Pale September

    ResponderExcluir
  7. Eu gosto de blusa cropped nos outros. Eu tenho problema justamente com a minha costela, acho que tenho estômago alto e sempre fica uma gordurinha sobrando debaixo do sutiã. Deve ser só impressão minha, mas ainda tenho trauma das miniblusas/tops dos anos 90. Mas essa blogueira gordinha, que eu nunca lembro o nome, é mesmo uma diva.

    Mas eu tenho uma história engraçada com as calças beetlejuice. Quando tava na moda na Europa, eu fiz a bobagem de seguir o tumblr do lookbook.nu e ver toda aquela gente estilosa do hemisfério norte. Aí eu vi a tal da calça listrada e eu quis porque quis justamente porque é a calça do beetlejuice. Fiquei esperando chegar aqui por uma marca legal. Comprei a minha na Marina por 60 reais. Tem até botão de coração, uma fofura. E todo fucking mundo começou a usar também. Tanto que tenho até vergonha de usar a minha. Vou esperar a moda passar e usar do meu jeito, como era pra ser.

    ResponderExcluir


25 anos. Mora no Rio de Janeiro, é carioca de alma, mas cearense de coração. É designer e está tentando se encontrar nesse mundo. Sou casada com meu melhor amigo, o Marcelo Bernardo, e mãe da Dindi the Boston.

Gosto de ler, de dormir de rede, de inspirações repentinas e de petit gateau. Mas o mundo seria muito melhor sem aliche gente que fura fila. Ah, e de vez em quando eu desenho.

Autora


Welcome

Tecnologia do Blogger.

Procura algo?

Arquivo do blog






Esse blog está vestido com as roupas e as armas de Jorge, porque ninguém há de copiar esses textos e ilustrações sem dar o devido crédito.