Resumo da Semana #2: séries, Raven Boys e trabalhos (16/31)

Eu não acredito que consegui sobreviver duas semanas de posts! Juro, não acredito. Confesso que fácil é o que não está sendo: deixei tudo para a última hora, e um dia essa semana já tinha dormido quando lembrei que não tinha postado. Acordei correndo, postei qualquer coisa direto do celular, e pronto. Vida que segue. Não dá para passar 31 dias com posts incríveis, não é? Vai sair umas coisas muito mais ou menos disso aí mesmo. Enfim, cruzamos a metade do BEDA!

Essa semana passou rápido, como a anterior, e como todas antes dela. Tenho dois trabalhos para entregar nessa semana, e não estou muito lembrada como lidar com xerox e hábito de leitura de textos que não são ficção, hahaha, mas acho que já já pego o jeito novamente.

Acabou a segunda temporada de True Detective, e como eu já vi por aí, também gostaria de ser ressarcida das horas que perdi assistindo, por favor. Não chega nem aos pés da primeira temporada, e tudo foi uma grande sucessão de confusões e personagens que não sabiam o que estavam fazendo, até acabar no meio de muito tiro. Claro que pode ser que seja uma grande crítica às outras séries policiais, em que o FBI resolve crimes em 40 minutos, mas nem para ser uma coisa assim, realmente planejada, sabe? De fato, a equipe da BAU teria resolvido essa temporada em 40 minutos, e nem teria sido um episódio muito bom de Criminal Minds, diga-se de passagem.



Andei muito de ônibus e metrô essa semana, fazendo percursos longuíssimos e passando horas no trânsito, e aproveitei para engatar na leitura de Raven Boys. E. que. livro. bom! Acabei de madrugada, e passei o dia seguinte inteiro chorando de saudade de estar lendo. Alguém já sentiu isso também? Estou louca para ler a continuação, mas acho melhor dar uma adiantada em outras leituras que estão paradas no meio do caminho. 

Queríamos assistir o Quarteto Fantástico, mas só vimos críticas mega negativas, então desistimos. Mas fomos ao cinema na terça e assistimos "Enquanto Somos Jovens", depois de ter ido até Ipanema ver o sol se pôr. Eu estou pegando o pôr-do-sol sempre que vou para a faculdade, já que o ônibus vai invariavelmente pela orla, e precisava ir lá ver aquilo com calma. E gente, que dias lindos esse Rio de Janeiro está trazendo.

Tive algumas decepções que foram como um soco na barriga, mas nada que comida, uma dose de Boston Terrier no instagram e muita calma não resolvessem. Essa semana escrevi uma carta para mim mesma, e perguntei várias vezes se vai dar tudo certo, e olha, eu sinceramente espero que dê.


do insta: @gabrielacouth

Ontem eu e MB resolvemos fazer um almoço diferenciado para o fim de semana, já que criamos o hábito de não diferenciar os dias da semana. Na minha casa, fim de semana sempre tinha lasanha, filé da minha mãe, ou alguma receita nova... E aqui era simplesmente o resto do frango da semana, hahah. Então passamos o dia inteiro para fazer uma receita da Rita Lobo (amo tanto!) de lombo de porco recheado com banana, e ficou uma delícia. Para compensar, dormimos a tarde inteira, e assistimos "Into the Woods" de noite, e que filmezinho bosta, né?

E hoje eu vou adiantar alguns trabalhos da faculdade, e quem sabe criar a coragem de dar um pulinho no Leme de tardezinha. Ai, esse clima amor!

Boa semana para vocês! E vamos seguindo firme e fortes.


Lista aleatória:
Livros lidos: Raven Boys 
Filmes assistidos: Enquanto Somos Jovens (bom), Pitch Perfect 2 (engraçadinho) e Into The Woods (preferia não ter perdido o meu tempo)
Séries: True Detective (acabou, amém!) e Hora de Aventura.
Carbonaras: 1, apenas, precisamos dobrar essa meta
Dias com cerveja: 1
Garrafas de vinho: 1
Dias que fomos a praia, já que o clima está maravilhoso: 0
Vezes que o cabelo colaborou: 0

  1. Não tô crendo que meu comentário foi engolido pro limbo, mas tudo bem, vamos lá. Into The Woods é um filme bem péssimo mesmo e eu fiquei puta da vida quando assisti, porque amo musicais e amo conto de fada, como assim as duas coisas podem dar errado, né? Mas deu, paciência, não se pode ter tudo. Também li críticas péssimas sobre Quarteto Fantástico, daí preferi assistir Homem-Formiga e nossa, amei demais.

    beijo <3

    ResponderExcluir
  2. Amiga, não tinha assistido ainda Into the Woods?? É um filme divertido até a metade, mas aí de repente eles perdem a chance de tacar um THE END depois do casamento e TUDO começa a dar errado e matar a gente de tédio. Eu assisti no CINEMA, numa dessas salas com cadeira reclinável e mega caras, porque meu amigo resolveu inventar de ser ryca e enfim: me senti lesadíssima e querendo meu dinheiro de volta, HAHAA.

    Te amo! <3

    ResponderExcluir
  3. Obrigada por ter odiado Into The Woods. Eu vi no cinema, paguei por essa merda, e a única coisa que salvou foi que começamos a imaginar como ele seria se fosse uma produção brasileira, e aí lembramos de Xuxa e os Duendes e no fim das contas ri o filme inteiro pelos motivos mais errados. E você jura que achou Pitch Perfect só engraçadinho? Poxa, eu gostei tanto! Sei lá, existe algo nesses filmes que me empolga de um jeito totalmente fora de proporção, até porque eu odeio a maioria das músicas, mas SEI LÁ. Fiquei dançandinho na cadeira, chorei horrores, aquela coisa hahahaha

    E ai, Raven Boys. RAVEN BOYS <3 a realização da minha vida é você amar esse livro, porque sempre que estava lendo ficava pensando que você precisava muito deles. Não vejo a hora de você ler o segundo pra podermos gritar bastante <3 <3 <3
    te amo!

    ResponderExcluir
  4. Essas suas fotos do Rio. ♥
    Muita saudade.

    O melhor de estar sempre no transito é estar lendo sempre né.
    Depois que parei um pouco de enfrentar tanto trânsito as leituras diminuíram muito. :/

    Sobre a carta, dará certo sim. :*

    ResponderExcluir
  5. Nem vontade de assistir Into the Woods eu tive, ainda bem que nem perdi meu tempo com isso. Em compensação tô querendo muito ver Pitch Perfect 2, porque sou muito sucker por essa temática, sabe? Mas como o cinema anda caro, rs, vou esperar sair pra baixar.

    Comprei Raven Boys porque tô louca pra ver, mas como tô na função do BEDA + maratonar Mad Men, vou ter que deixar pra daqui um tempinho.

    E meu d, que temporada bosta de TD né? Não consigo defender, sério. A cada domingo era uma nova frustração. Temporada confusa, não simpatizei com nenhum personagem, só queria que acabasse logo.

    E que pôr do sol é esse????? Coisa mais linda. ♥

    Beijo!

    ResponderExcluir
  6. Coutinha, tô muito orgulhosa que você cruzou a marca das duas semanas! Vamos vencer, tenho fé.

    Nosso Rio é muito lindo mesmo, né? Não canso de me admirar. Tô precisando de um pôr do sol no arpoador, ando viciada nisso.

    Se eu pudesse evitar, você nunca teria decepções, viu? Mas como eu não tenho poderes mágicos (infelizmente), te garanto que pelo menos estou aqui para o que você precisar.

    E você tá quase me convencendo a ler Raven Boys.

    Te amo muito.

    ResponderExcluir


25 anos. Mora no Rio de Janeiro, é carioca de alma, mas cearense de coração. É designer e está tentando se encontrar nesse mundo. Sou casada com meu melhor amigo, o Marcelo Bernardo, e mãe da Dindi the Boston.

Gosto de ler, de dormir de rede, de inspirações repentinas e de petit gateau. Mas o mundo seria muito melhor sem aliche gente que fura fila. Ah, e de vez em quando eu desenho.

Autora


Welcome

Tecnologia do Blogger.

Procura algo?

Arquivo do blog






Esse blog está vestido com as roupas e as armas de Jorge, porque ninguém há de copiar esses textos e ilustrações sem dar o devido crédito.